19/21 rue des Fossés Saint-Jacques
75005 PARIS (place de l’Estrapade)
À 20 m du Panthéon... Tél. : 01 43 36 34 37
Du lundi au samedi, 11-13h 14h-19h
(horaires souvent dilatés...)
Métros : Luxembourg, Cardinal Lemoine, Place Monge – Bus , 21, 27, 82, 84, 89
  •  
La Librairie, c'est aussi

Os náufragos do Batávia seguido de Prosper

Os náufragos do Batávia seguido de Prosper, par Simon Leys
Auteur : Simon Leys
Editeur : Cotovia
Nombre de pages : 136
Date de parution : 2003
Langue : Portugais
Prix : 12,00 €
ISBN : 9789727950841
Disponibilité : En stock En stock

Em 1629, o Batávia, orgulho da Companhia Holandesa das Índias Orientais, encalha com 330 pessoas em um recife dos Abrolhos Houtman, a 80km do continente australiano. Antes de o navio afundar, há tempo para que todos se salvem, recolham mantimentos e acampem em pequenas ilhas.

Quatro dias depois, o capitão e os melhores marinheiros partem em botes salva-vidas para buscar ajuda. Os náufragos sentem-se ainda mais sós, mas encontram água e têm provisões. Nas semanas seguintes, o boticário Jeronimus Cornelisz, um dos passageiros, arregimenta cúmplices, toma o poder e impõe o terror: homens torturados, crianças massacradas, mulheres estupradas. Só um grupo opõe resistência, dominando outra ilha. Começa uma pequena guerra, muito sangrenta. O socorro só chega três meses depois, quando 2/3 dos náufragos já haviam sido assassinados. A Companhia Holandesa, que tinha poderes de Estado, julga e executa os culpados.

Graças a esse processo judicial, preservado até hoje, com depoimentos de setenta sobreviventes, conhecemos em detalhes o impressionante dia-a-dia dessas pessoas isoladas. Náufragos do Batávia, no fundo, é uma reflexão sobre a natureza humana, pois a tragédia é quase incompreensível: com os recursos que tinham, todos poderiam ter vivido em paz, sem passar grandes necessidades, enquanto aguardavam a ajuda. Como um psicopata conseguiu subjugar mais de 250 pessoas honestas? Os massacres que comandou não obedeciam a nenhuma necessidade de sobrevivência. O que leva os homens a fazerem o mal?

Conditions générales de vente, frais d'envoi et délais - Crédits
Librairie Portugaise - 19/21 rue des Fossés Saint-Jacques, Place de l’Estrapade, 75005 Paris
Tous les livres en portugais et en français sur le Portugal, le Brésil, l'Angola, le Cap Vert, la Guinée-Bissau,
le Mozambique, São Tomé & Principe et l'Histoire des Découvertes - librairie.portugaise@wanadoo.fr